As Memórias de Marnie

Resenha do filme: As Memórias de Marnie

17:56:00

Olá, leitores! Quanto tempo, não é? Desculpem pela ausência, mas hoje vamos falar sobre esse filme super fofo do Estudio Ghibli! Se você ainda não conhece, recomendo muito.


Informações:
Nome: As Memórias de Marnie/ When Marnie Was There
Ano: 2015
Gênero: Drama/ Fantasia
Duração: 1 hora e 43 min.

O longa adapta o livro de 1967 da britânica Joan G. Robinson. O filme conta a história de Anna, uma menina de 12 anos adotada e com problemas de asma. Um dia, o médico recomenda que ela vá para um lugar fresco para melhorar sua saúde. Então, ela é mandada para a casa dos tios em uma pequena ilha. Lá, ela conhece Marnie, uma menina loira que vive em uma mansão semi-abandonada; as duas se tornam amigas, mas Marnie não é o que parece ser.

Por mais que seja uma animação, o Estúdio Ghibli sempre tem aquele toque de detalhes. Assim que você pousa os olhos, já sabe que o filme é de lá. Sempre me impressiono com os detalhes, a paleta de cores usada e retratação da natureza com uma mistura de simplicidade. Principalmente nesse filme, que deixa uma sensação gostosa de acompanhar.


Anna é uma menina antissocial, não fala muito e sempre anda com o caderno de desenhos - me identifiquei muito. Ao decorrer da trama, vemos como ela supera as dificuldades, sabemos mais sobre o seu passado a a vemos olhar para dentro de si, descobrir coisas novas e seus desejos mais profundos cujo nem ela mesma sabia. É uma história de crescimento.

Marnie é exatamente o oposto de Anna: confiante, expressiva, sempre com um sorriso no rosto. As duas também possuem muito em comum quando se trata de família. Aos poucos vamos conhecendo mais sobre ambas e criando teorias sobre o mistério por trás de Marnie. Os momentos de flashbacks, Anna dormindo e acordando do nada fazem pensar se tudo foi mesmo fantasia ou realidade.


Apesar do filme ter o roteiro simples, um ritmo lento em algumas partes, ele ainda te deixa preso para ver o final e resolver as dúvidas. Não sou muito chorona, mas fiquei muito feliz no final, me tocou um pouco. Perdoar é uma das mensagens principais: aprender com os erros, dar um passo a frente e nunca desistir, superar as barreiras e desentendimentos com algo ou alguém.

É um filme lindo, intenso. Não é tão parecido com os outros do Estúdio, mas ainda merece bastante destaque. Vale a pena assistir sozinho, com a família ou amigos e te faz refletir sobre a vida.

Classificação: ★★★★ (ótimo).


Então foi isso! Vocês já viram esse filme? Em breve tratrei mais resenhas de filmes e livro aqui para o blog.

Um beijão!

Netflix

5 Séries com poucas temporadas!

05:17:00

   Ahoy, leitores! Quanto tempo né? Aquela minha criatividade tinha ido para trás mas hoje eu voltei trazendo um assunto que amo!

   Muitos nunca tem tempo para assistir series ou filmes, simplesmente por ter muitas temporadas cheias de episódios (How I Met Your Mother e Friends estão aí para provar), geralmente alguns bem grandes.

   Eu confesso que são poucas as vezes em que me motivo de verdade a assistir uma coisa grande assim. Por isso trouxe uma lista de 6 dessas com poucas temporadas. Você pode maratonar em um fim de semana, assistir no ônibus (haha, aquelas), ou até mesmo durante a semana, e super rápido!



1. Las Chicas del Cable (As Telefonistas)
   Sinopse: Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como “garotas do cabo” (operadoras de telefonia) em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto embarcam em uma jornada em busca do sucesso.

Temporadas: 1
Episódios: 8 (de 40 minutos a uma hora)

   Minha opinião: Confesso que quase todas as series dessa lista não são muito meu estilo, mas agora que parei para perceber, eu devo ter um bem variado haha. Essa e uma daquelas series que retratam bem a década, com as roupas, modo de agir; você se apega a historia com o mistério e descobertas!



2. Anne with an 'E' (Anne com um E)
   Sinopse: Depois de treze anos sofrendo no sistema de assistência social, a órfã Anne é mandada para morar com uma solteirona e seu irmão. Munida de sua imaginação e de seu intelecto, a pequena Anne vai transformar a vida de sua família adotiva e da cidade que lhe abrigou, lutando pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo.

Temporadas: 1
Episódios: 7 (44 minutos cada, exceto o piloto, com mais de uma hora)

   Minha opinião: Ja fiz uma critica sobre a serie (clique aqui) e preciso dizer que amei? Assisti em um final de semana, me apeguei aos personagens e mal posso esperar para a segunda temporada!



3. Sherlock
   Sinopse: O dr. John Watson precisa de um lugar para morar em Londres. Ele é apresentado ao detetive Sherlock Holmes e os dois acabam desenvolvendo uma parceria intrigante, na qual a dupla vagará pela capital inglesa solucionando assassinatos e outros crimes brutais. Tudo isso em pleno século XXI.

Temporadas: 4
Episódios: 13 (com mais de uma hora, cada)

   Minha opinião: Sherlock é a mais longa desta lista, mas mesmo com quatro temporadas, são poucos episódios. Assisto um por dia e terminei as três primeiras, infelizmente :') Mexe com a cabeça de um jeito sem igual haha.



4. The Crown
   Sinopse: Elizabeth II sempre soube que não teria uma vida comum. Após a morte do seu pai em 1952, ela dá seus primeiros passos em direção ao trono inglês, a começar pelas audiências semanais com os primeiro-ministros ingleses. Ela assume a coroa com apenas 25 anos de idade, mas com grandes compromissos, vêm grandes responsabilidades.” 

Temporadas: 1
Episódios: 10 (cinquenta minutos a uma hora)

   Minha opinião: Se não me enganoé a serie mais cara que a Netflix já produziu e valeu super a pena! Ja vai acontecer uma segunda temporada e seu estilo é intrigante! No primeiro episodio fiquei meio entediada com o ritmo lento, ate começar a mudar para melhor!



5. Desventuras em Serie
   Sinopse: Os órfãos Baudelaire são três irmãos muito inteligentes; Violet é a mais velha, Klaus é o irmão do meio e Sunny é a mais nova, com três anos. Quando seus pais morrem, eles passam a morar com diferentes tutores, e o primeiro é Conde Olaf, que irá tentar roubar a enorme herança deixada pelos pais.

Temporadas: 1
Episódios: 8 (quarenta minutos a uma hora)

   Minha opinião: Baseado nos livros de meso nome (li apenas os primeiros  pela serie), a mesma ficou bem 'famosa' depois de um tempo. Eu simplesmente amo a abertura e fico intrigada com os mistérios e personagens. Não é a coisa mais feliz do mundo, aviso logo. Aos poucos você se acostuma e, gente, tem o Neil Patrick Harris! Motivo suficiente para assistir, a atuação como Conde Olaf é maravilhosa.



   Por hoje é isso, amoras! Tenho varias ideias novas para o blog, deixar com uma cara - ainda mais - minha! Falar de outros assuntos sem ser series e livros (andei lendo pouco, depois falo um pouco mais disso), explorar mais, sabem?


Vejo vocês no próximo post! 


XoXo



Aniversário

Aniversario de 2 anos + SORTEIO

12:40:00



Olá, leitores! Para comemorar esses dois anos de blog, trouxe esse sorteio maravilhoso para vocês!

Mas antes, eu queria apenas dizer umas coisinhas: muito obrigada por todos que acompanham o blog e sempre andam ativos, comentando e me dando apoio, seja aqui ou nas redes sociais. O L de Saturno é novo mas a plataforma em si já existe a mais de dois anos e fico muito feliz por essa conquista. Esse sorteio é um modo de agradecer a todos vocês leitores pelo suporte!

Então sem mais enrolação e vamos ver os prêmios desse sorteio!


• Prêmios:
- Livro capa dura "João e Maria", por Lorenzo Mattotti e Neil Gaiman
- 20 marcadores
- Mimos surpresa

• Regras:
- Cumprir as regras obrigatórias do formulário (marcadas com um*)
- Residir em território nacional

➝ Você não precisa cumprir todas as opções não-obrigatórias do formulário, mas podem te dar mais chances na hora do sorteio :)

➝ Não esqueça de compartilhar!

➝ Resultado dia 22/08 (terça)

🔺Boa sorte à todos!🔻






xoxo

A Rainha Vermelha

Resenha | A Prisão do Rei – Victoria Aveyard

17:14:00


Título: A Prisão do Rei (King's Cage)
Autor (a): Victoria Aveyard
Páginas: 538
Ano: 2017

SINOPSE: Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira. Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. 

Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.

OPINIÃO: Oi, meu amores! Li esse livro faz muito tempo, infelizmente a resenha saiu tarde mas quem quiser conferir a resenha dupla dos dois primeiros livros de A Rainha Vermelha basta clicar aqui!

Vamos começar do começo. Mare Barrow se encontra em uma encruzilhada, uma prisão de Pedra Silenciosa que não pode escapar e ainda tem uma pequena esperança de que a Guarda e tire dali. Mas a protagonista teve que se virar sozinha, tentando encontrar brechas da personalidade do rei prateado. A Guarda escarlate avança cada vez mais, conquistando pessoas e resgatando mais Sanguenovos - motivo para pesadelo dos prateados.



Nenhum deles é certo ou errado, é uma guerra que nunca acaba e o leitor não sabe o rumo que pode tomar. é um livro bem complexo, com uma mistura de politica, traições, romance, ação, terror... tudo o que puder imaginar. A autora escreve de um jeito que qualquer um consegue entender. A leitura vai fluindo, e apesar de terem 500 paginas, eu torci para que não acabassem haha. Eu amo livros grandes!


"Não fomos escolhidos, mas amaldiçoados."

Sobre as batalhas: épicas. Tem narrações incríveis e juro que tive de parar um tempo apenas para absorver as cenas. Pode durar dois capítulos gigantescos, mas eu não ligo. São incríveis! A Victoria descreve de um jeito certo cada cena, o que acontece, os sentimentos e você se sente dentro de um filme, dentro de uma guerra.





Agora, o que eu mais queria falar sobre: Maven Calore. O verdadeiro Maven. Se no livro anterior não tínhamos muitas aparições dele - apesar de seu nome ter sido mencionada umas 700 vezes, isso é verdade - neste livro poderemos descobrir muito mais sobre esse personagem misterioso e complexo Apesar de todas as maldades e de sempre estar um passo a nossa frente, ele tem seus motivos para fazer o que faz e disso destruiu meu coração.


"Agora, estou na prisão do rei. Mas ele também esta. Minhas correntes são as Pedras Silenciosas. As dele são a coroa."

Eu amo o Maven, não sei porque mas sempre tive uma afinidade com vilões, literários ou não, principalmente daqueles que mexem com o psicológico e deixam tudo mais misterioso. Jogos psicológicos entre Mare e Maven acontecem ao decorrer do livro e eu a d o r e i. Vamos admitir, é muito mais cativante ler as suas cenas comparadas as do Cal (vou falar dele já, já).



Fantasmas dos personagens - e não falo apenas de Maven, não, senhoras e senhores - estão presentes neste livro. Todos os medos, ou pessoas que já se foram... Isso é  sempre recordado com precisão. 

Sobre os capítulos narrados pela Cameron, não sei se muita gente falou sobre isso ou notou comigo, mas eles não tiveram muita necessidade As narrações foram importantes para entender o que acontecia em outros cenários longe de Mare e . A personagem não foi tao explorada pois ela só falava de "resgatar o irmão", "não sei o que quero fazer depois disso" e vivia reclamando de tudo, apenas isso.


"Não derrame sangue no seu próprio jardim." 

Algo que eu estava esperando para ler e não tive muitas expectativas ate esse livro: Evangeline. Ela é uma personagem tão incrível. Em certos momentos pode ser má, mas tem um coração cheio de furos e o leitor conhece mais sobre o que ela quer, quem ela quer (isso é bem importante ksks) e percebemos como é a sua família. Alem disso, seus poderes só os meus favoritos e ela  se tornou uma das personagens mais queridas. Evangeline com certeza merece um final feliz e espero que isso aconteça.


  
Tiberias Calore. Cal e suas decisões. Alguém me ajuda, eu não consigo tentar defender ele. Nunca tive muita afinidade com esse personagem e depois do final nossa relação acabou. Na minha humilde opinião ele não consegue ter decisões próprias e seu romance com Mare não é um dos melhores (Migo, assim não tem como te defender!). É bem morno na verdade. Por mim, Mare poderia acabar sozinha no final. Ela é uma garota independente e forte.


"Cal segue ordens, mas não consegue tomar decisões."

O final do livro me deixou satisfeita em alguns sentidos e intrigada com outros. Não tenho a menor ideia do que pode acontecer no próximo volume da série e mal posso esperar. A Editora Seguinte caprichou muito bem no layout das paginas e a fonte agradável. Também podemos ver o mapa dos países e localizar melhor os personagens. os livros tem um estilo próprio que apenas que já vem lendo sabe o quão diferente é.

.
Classificação: ★★★★/5


Então, espero que tenham gostado da resenha! quem  leu me diz o que achou! Recomendo muito todos os livros!


xoxo

wattpad

BLOGS BRASIL

parceiros

instagram | @ldesaturno